BRIDGE Textos Técnicos / Language Services

Abaixo, procuramos responder à maior parte das perguntas sobre: (1) aspectos jurídicos e fiscais, (2) serviços oferecidos, (3) orçamentos, (4) preços e descontos e (5) atendimento pós-submissão.

1. ASPECTOS JURÍDICOS E FISCAIS

A BRIDGE é uma microempresa (ME) ou ME individual (MEI)?

A Bridge começou como ME em 2005 e passou a atuar como MEI em 2019.

Devido à restrição do CNAE (8599-6/99: serviços de revisão, edição e treinamento) aos MEIs, os pedidos de tradução continuam sendo encaminhados à Bridge, sendo porém realizados por Adelina Rezende Boschcov (que instituiu a Bridge em 2005) ou pela pessoa física do MEI. Na prática, nada muda para os clientes.

 

A Bridge emite nota fiscal (NF)?

Emitimos NF eletrônica (NFe) em nome da instituição (ou do pesquisador responsável), com número de processo na financiadora do projeto.

A NFe é enviada automaticamente pela PMSP ao endereço do pagador (conforme cadastro na Receita Federal). 

Recibo de quitação (em papel timbrado) pode ser emitido se necessário. 

 

2. SERVIÇOS OFERECIDOS

 

Por que a Bridge indica tradução e revisão com edição dos manuscritos?

Indicamos edição devido a uma publicação (Clinics 2014;69(3):153-7) da Dra. Mariel Marlow, que trabalhou no Brasil e conhece o jeito de escrever dos brasileiros.

Em respeito ao estilo dos autores, a edição tem forma de sugestões para evitar possíveis problemas com os referees e/ou leitores.

Inversamente, o cliente não nos perdoará se nos omitirmos e o manuscrito for criticado (ou recusado).

 

O texto não precisa ser editado; já foi revisado e só precisa de correção ortográfica e gramatical.

Lemos todos manuscritos com a postura do referee #0, podendo confirmar isso ou não.

Se encontrarmos problemas além das falhas ortográficas e gramaticais, faremos sugestões específicas. Os autores não pagam a mais pelas sugestões. 

 

O serviço de revisão é mais rápido que o de tradução?

Em princípio, a revisão de um texto em Inglês toma menos tempo que sua tradução do Português (ou Espanhol) para o Inglês.

Nossos clientes típicos estão entre dois extremos: os mais experientes escrevem direto em Inglês (USA ou UK); os menos experientes acreditam que um tradutor automático é suficiente (o resultado é um Brazilian English).

Em caso de dúvida, o autor deve anexar o original em Português para consulta do revisor sobre a intenção do autor.

Se houver muitas falhas na tradução (e considerando a demora na revisão), o cliente deve optar pelo serviço de tradução.

 

A Bridge faz conferência de tradução feita por um outro tradutor?

Não. Esse tipo de serviço parece simples, mas pode trazer surpresas.

Tivemos uma experiência dolorosa ao conferir a tradução feita por um falante nativo de Inglês que não tinha vivência com o vocabulário acadêmico: pedimos o texto original que precisou ser editado e traduzido. O texto em Inglês ficou mais claro que aquele em Português (apesar das diferenças linguísticas).

Cabe aqui lembrar a frase da Dra. Mariel Marlow (Clinics 2014;69(3):153-7): Translators are not miracle workers.

 

Para ter o meu manuscrito adequado às normas da revista-alvo, o que eu preciso enviar?

O ideal é que os autores cuidem disso. Podemos adequar o texto às normas da revista (exceto referências) se os autores nos enviarem (1) o guide for authors mais recente e (2) uma cópia pdf de um artigo publicado recentemente naquela revista.

 

Qual é o prazo de entrega dos serviços oferecidos pela Bridge?

Para qualquer serviço, o tempo de trabalho depende do número de palavras no manuscrito (exceto referências bibliográficas e números no corpo das tabelas).

P.ex., a tradução Port.-Ingl. de 3000 palavras leva até três dias úteis. Os tempos (T) de nossos serviços têm a relação seguinte: T revP (5 h) < T revI (12 h) < T tradP-I (13 h)

 

A Bridge pode acelerar a entrega de um serviço?

Sim, mas há sobretaxas conforme o caso. Serviço urgente (à noite): 50%. Serviço extraordinário (sábado, domingo ou feriado): 100%.

 

O que eu devo fazer para ter uma boa redação científica?

Redação científica de qualidade é uma arte que consiste em tornar cada frase do texto mais clara removendo falhas e excessos. Os autores que buscam autonomia na redação científica devem investir tempo nisso.

Adquirir autonomia na redação científica não é um processo rápido, mas também não é impossível. Depende de alguma habilidade, mas principalmente de determinação e perseverança.

Dependendo de sua necessidade específica, você pode escolher entre os livros e cursos do Prof. Gilson Volpato ou a OficinaRC que estamos desenvolvendo.

 

3. ORÇAMENTOS

 

Por que a Bridge não usa lauda ou caracteres para medir a extensão do texto?

Lauda e página eram usados até que editores de texto (p.ex., o Word) surgiram com seus contadores de palavras e caracteres.

Em ambos, o número de palavras por página depende de: tamanho das margens, espaço entre as linhas/parágrafos e tamanho das fontes.

Poderíamos usar número de caracteres como unidade de medida, mas o número de palavras é mais prático.

 

Qual o procedimento da BRIDGE para uma eventual diferença entre contagens?

Diferenças de até 20 palavras são insignificantes no cálculo do custo.

 

Posso então enviar o manuscrito sem as referências?

Sim, para fins de orçamento; não, para fins de serviço. O manuscrito deve incluir as referências, mesmo que sua adequação esteja fora do orçamento.

 

O prazo da BRIDGE não é muito curto para o autor interessado tomar preços e decidir sobre o melhor orçamento?

Prazos maiores que um dia útil geram bloqueio na agenda de serviços quando a demanda é grande.

um dia útil é suficiente para que os autores consultem fornecedores, decidam pela melhor razão custo/benefício (não só o menor preço), e o autor correspondente solicite agendamento do serviço.

 

4. PREÇOS E DESCONTOS

 

O custo de serviços em manuscritos com palavras repetidas não deveria ser menor? 

Nem todas palavras são igualmente repetidas no texto; além disso, a mesma palavra pode ter funções diferentes dependendo de sua posição na frase.  

Nossas sugestões para melhorar a clareza do texto contribuem para concisão, diminuindo assim a repetição desnecessária de palavras.

 

Como são calculados os preços dos serviços na Bridge?

Os preços são calculados em função de (1) número de palavras no texto e (2) velocidade média relativa para executar os serviços.

Devido à nossa bagagem acadêmica e experiência profissional, temos condições de otimizar o manuscrito (p.ex., cortando expressões desnecessárias ou lembrando termos esquecidos pelos autores), sem aumentar o preço.

Assim, os clientes podem comparar os orçamentos não só pelo custo, mas também pelos benefícios oferecidos.

 

A Bridge oferece descontos?

Os clientes que retornam (e mencionam o retorno) têm redução progressiva (10-15% do preço atual) no custo de serviços.

 

5. ATENDIMENTO PÓS-SUBMISSÃO

 

Preciso pedir um novo orçamento após adição de texto para responder aos questionamentos dos referees?

Não.  Para responder aos questionamentos dos referees, o cliente é atendido em caráter de cortesia.*

* Este serviço é executado em caráter de encaixe (sem necessidade de agendamento) e não tem ônus adicional (custo zero) desde que:

(1) o cliente nos envie (a) cópia do e-mail do editor com as observações dos referees (<24 h) e (b) o manuscrito contendo as alterações recomendadas (<48 h),

(2) o texto adicionado seja (a) 10-15% em relação ao texto anterior e (b) diminua progressivamente em até duas rodadas consecutivas.

 

Esta página foi atualizada em 27 abr 2023.